Investimento

Veja Todas as Mudanças do FGTS e Como Usá-lo na Compra do Seu Imóvel

Por 29 de novembro de 2018 Nenhum Comentário
Veja Todas as Mudanças do FGTS e Como Usá-lo na Compra do Seu Imóvel

O FGTS é um benefício bem conhecido entre os trabalhadores de carteira assinada. 8% do salário bruto são recolhidos todos os meses para gerar uma reserva que ajuda o empregado em casos de necessidade extrema. Porém, uma boa utilidade para o fundo pode ser a aquisição de um imóvel! Mas, para isso, é importante entender as mudanças no FGTS e como elas impactam o processo.

Neste artigo, falaremos mais sobre isso e daremos detalhes sobre como utilizar o benefício para comprar um imóvel. Confira!

Quem pode utilizar o FGTS para compra de imóveis?

A compra de imóveis é um dos poucos momentos em que é liberada a retirada do FGTS e, como a quantia costuma ser alta, principalmente para quem trabalha há muito tempo, essa parece uma boa oportunidade de adquirir um imóvel próprio.

Entretanto é importante compreender que nem todos os trabalhadores podem comprar um apartamento utilizando o valor recebido pelo benefício. Há algumas limitações. São elas:

  • o cidadão precisa trabalhar ou residir no município onde o imóvel está localizado;
  • deve existir um contrato de trabalho ativo na conta vinculada ao benefício no ato da concessão do financiamento. A quantia deverá cobrir, ao menos 10% do valor do imóvel;
  • o empregado não pode ter financiamento ativo no Sistema Financeiro de Habitação (SFH);
  • o beneficiário não pode ter, sob sua propriedade, nenhuma habitação na planta, em obras ou até mesmo pronta, na mesma região em que reside atualmente.

Como as mudanças no FGTS impactam a compra de imóveis?

A principal entre todas as mudanças no FGTS que afeta diretamente a aquisição de ativos imobiliários é o chamado teto, que é o valor máximo possível para financiamento com recursos advindos do benefício.

Até o ano de 2018, o teto era de 950 mil reais. No entanto, em julho do mesmo ano o Conselho Monetário Nacional (CMN) anunciou que o valor passaria a ser de 1,5 milhão de reais. Essa medida já havia sido testada em 2017 e nada de negativo ocorreu em relação ao FGTS. O valor foi, então, aprovado e entrou em vigor.

Quais imóveis podem ser adquiridos com o FGTS?

Antes de escolher seu apartamento, saiba que para que possa ser financiado com os recursos do Fundo de Garantia, o imóvel precisa atender a certas condições:

  • não pode ser semi-novo, caso o recurso já tenha sido acionado nos últimos três anos;
  • ser destinado à moradia do próprio beneficiário;
  • o comprador deve residir ou trabalhar por pelo menos um ano no mesmo município onde está situado o imóvel.

Imóveis em construção têm uma pequena diferença: até que fique pronto para morar é necessário arcar com 20 a 30% do valor, tudo durante a construção. Entretanto, é possível conseguir imóveis cujos pagamentos envolvem um abate prévio do saldo total, feito com o dinheiro do benefício.

Gostou de saber mais sobre as mudanças no FGTS e como elas podem ajudá-lo a adquirir seu imóvel? Para mais artigos como esse, acompanhe o blog da Tarjab!