Planejamento Financeiro

Quais São as Despesas Condominiais em Prédios Comerciais?

Por 3 de outubro de 2018 Nenhum Comentário
Quais São as Despesas Condominiais em Prédios Comerciais?

As despesas condominiais em imóveis comerciais possuem algumas peculiaridades quando comparadas ao regimento residencial, embora ambas respondam à mesma legislação. No entanto, a primeira compõe uma série de exigências quanto à conservação e segurança.

Um dos principais diferenciais encontrados é justamente o foco de cada condomínio. Um imóvel comercial visa negócios, enquanto que um empreendimento residencial é voltado para moradia e lazer. Por isso, o responsável por administrar essas despesas deve possuir certo conhecimento contábil e administrativo. Quer saber mais sobre o tema? Acompanhe este artigo!

Qual a diferença das despesas condominiais nos prédios comerciais?

Como mencionamos, um prédio comercial é voltado aos negócios. Portanto, costuma receber diversas pessoas, como clientes, fornecedores e demais prestadores de serviços. Isso faz com que questões como limpeza e formalidade sejam imprescindíveis. Além disso, por se tratar de um local que abriga diversas empresas, as despesas condominiais com segurança também devem ser consideradas.

Podemos citar, também, aspectos como a funcionalidade. Enquanto que em um condomínio residencial, eventuais falhas de energia, elevadores e abastecimento de água tenham um determinado tempo de tolerância para a resolução desses problemas, o ideal é que um prédio comercial funcione dentro dos padrões estabelecidos pelos seus condôminos.

Isso significa que o atendimento em todos os níveis, desde zelador, segurança e limpeza, devem ser especializadas.

Conheças as principais despesas condominiais

Vale salientar que todo prédio desta categoria possui despesas condominiais, sendo responsabilidade dos locatários arcarem com o pagamento da taxa de condomínio mensal. Ou seja, os gastos ordinários são arcadas pelo locatário (inquilino) e os valores extraordinárias ficam por conta do proprietário.

Nela estão incluídos os pagamentos, geralmente fixos, de pessoal, manutenção, serviços de limpeza e segurança (inclui o salário e direitos trabalhistas dos profissionais envolvidos).
Não se esqueça de que além destes custos fixos, eventualmente podem vir custos extras embutidos como fundo de obras e 13º dos funcionários no final do ano.

Saiba que os custos com aquisições de equipamentos e suas instalações, são de responsabilidade do proprietário. Já as respectivas manutenções são considerados valores ordinários e, portanto, devem ser pagas pelo inquilino.

Estas são basicamente as despesas condominiais mais comuns dos imóveis comerciais. Para quem deseja alugar seu próprio escritório em um empreendimento deste tipo, é recomendado conferir se o local oferece toda a infraestrutura que deseja para o seu negócio. Assim, saberá exatamente se a taxa de condomínio valerá realmente a pena.

Gostou de conhecer mais sobre as despesas condominiais em empreendimentos comerciais? Confira agora mesmo outras dicas no blog da Tarjab!