InvestimentoPlanejamento Financeiro

Quero investir com R$100, é possível?

Por 5 de junho de 2017 Nenhum Comentário
Quero investir com R$100, é possível?

Quando fala-se sobre investimentos, algumas pessoas ainda acreditam que só é possível investir com uma grande quantia de dinheiro, preferindo a estabilidade da poupança. Mas com a inflação em alta, poupar não está sendo a opção mais indicada para ter rentabilidade.

Se você ainda tem dúvidas de que pode investir com pouco, esse conteúdo vai mostrar que é possível começar a investir com apenas R$ 100 reais por mês.

Trouxemos três opções de investimentos para perfis diferentes, com aplicação mínima de R$ 30. Então confira e faça a escolha certa para ter o dinheiro trabalhando para você!

(Se você ainda não conhece o seu perfil, sugerimos a leitura deste conteúdo: 3 perfis de investidor! Em qual você se encaixa?)

3 opções de investimento com 100 reais ao mês

# TESOURO DIRETO

Com valores de aplicação a partir de R$ 30,70, os Títulos Públicos são emitidos pelo Governo Federal com o objetivo de captar recursos para o financiamento da dívida pública e das atividades governamentais (educação, saúde etc).

Há uma grande variedade de títulos públicos, cada um com características próprias em termos de prazos (vencimentos) e rentabilidade. A quantidade mínima de compra é a fração de 0,01 título, ou seja, 1% do valor de um título e possuem rentabilidade mínima de 10% ao ano. É uma excelente opção para quem está começando e não quer estar sujeito às variações do mercado.

Você pode aplicar no tesouro direto pela internet, basta ser residente no Brasil, possuir Cadastro de Pessoa Física (CPF) e estar cadastrado em alguma das instituições financeiras habilitadas a operar no Tesouro Direto.

  • Vantagens: é uma das aplicações mais sólidas do mercado e com rentabilidade superior à poupança
  • Desvantagens: para quem procura por alta rentabilidade, pode não ser a opção mais indicada

# CERTIFICADO DE DEPÓSITO BANCÁRIO (CDB)

Com investimento mínimo de R$ 100 (dependendo do banco), o CDB é um título que os bancos emitem para captar dinheiro das pessoas e emprestar a outras por juros altos. É como se você estivesse emprestando dinheiro para as instituições.

É uma boa opção para quem quer ter lucro melhor que a poupança, mas tem um perfil moderado, ou seja, está disposto a lidar com pequenas variações do mercado, em troca de uma rentabilidade menor, porém garantida.

Existem três tipos principais de CDB: o prefixado (no qual você sabe quanto receberá ao final), o pós-fixado (que sofre influência de alguma taxa, como a Selic, por exemplo) e o que paga juros mais índice da inflação.

  • Vantagens: rentabilidade maior que a poupança e proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC) do Banco Central
  • Desvantagens: é um investimento tributado pelo Imposto de Renda e pode haver cobrança de IOF se a aplicação durar menos que 30 dias

# FUNDO DE AÇÕES

São fundos constituídos com o objetivo de investir no mercado de ações. Quando você investe em fundos de ação, está comprando cotas de um fundo administrado por um gestor, que acompanha e analisa o mercado em busca das melhores oportunidades.

Os fundos de ações são mais indicados para investimentos de longo prazo e para investidores que suportam uma maior exposição a riscos, em troca de uma expectativa de rentabilidade mais elevada. Por conta disso, são mais indicados para quem já tem um conhecimento mais aprofundado sobre o mercado financeiro.

Os valores podem variar conforme o fundo, mas já é possível encontrar opções de aplicação a partir de R$ 10, como o Caixa FI Ações de Consumo

  • Vantagens: permitem a maior diversificação de investimentos e podem trazer alta rentabilidade
  • Desvantagens: são ativos com muitos altos e baixos, não indicados para perfis conservadores

>> Confira um vídeo do professor Samy Dana, da Fundação Getúlio Vargas, falando sobre como começar a investir com 100 reais por mês <<

Hoje com as plataformas de corretoras e de alguns bancos, os investidores com um volume menor de recursos têm condições de obter opções de investimento, que no passado era algo inviável.

Vale a pena procurar por corretoras com taxas de administração mais atrativas. A BM&FBOVESPA tem uma lista de corretoras cadastradas, um centro de informações sobre serviços e custos oferecidos por cada empresa, o que facilita a escolha do parceiro com melhor custo-benefício. Temos também uma lista com 8 cuidados que você deve ter ao investir.

E se você já está pensando nos seus ganhos futuros, temos o conteúdo ideal para trazer a sua liberdade financeira:

[Ebook] Como conquistar o seu primeiro milhão?